Manacá-da-Serra (Tibouchina mutabilis)

Manacá-da-Serra  (Tibouchina mutabilis)

O manacá-da-serra (Tibouchina mutabilis) é uma árvore pioneira da Mata Atlântica brasileira, da floresta ombrófila densa da encosta atlântica dos estados do Paraná, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo. Ocorre quase exclusivamente em matas secundárias, onde chega a ser a espécie dominante. É encontrada também em restingas em todo o litoral de São Paulo, e na floresta ombrófila de sudeste do mesmo estado. Pode atingir até 12 metros de altura e o diâmetro de seu tronco, 30 centímetros. Sua folhas são rijas. Apresenta flores de diversas cores e que mudam de coloração, do branco ao roxo passando pelo rosa. Costuma florir entre os meses de Novembro e Fevereiro; a frutificação costuma a ocorrer em fevereiro-Março. Normalmente as sementes, de dispersão anemocórica, precisam entre 10 e 20 dias para germinarem. Além de serem muito populares no paisagismo brasileiro e australiano, também podem fornecer madeira para a construção civil.

Aprenda arrancar a muda de jabuticaba

Aprenda arrancar a muda de jabuticaba

aprenda a mudar a jabuticaba do jeito certo

palmeira azul (Bismarckia nobilis)

palmeira azul (Bismarckia nobilis)

A palmeira azul (Bismarckia nobilis) é uma planta originada de Madagascar. Foi introduzida no Brasil no século XX. É considerada a rainha das palmeiras pela exuberância de sua beleza.

Areca-bambu,palmeira-areca (Dypsis lutescens)

Areca-bambu,palmeira-areca (Dypsis lutescens)

Areca-bambu, palmeira-areca Palmeira entouceirada, grande, originária de Madagascar, de 3--6 m de altura, com vários troncos pouco espessos, com palmito verde-esbranquiçado. Folhas pinadas, recurvadas, com folíolos firmes. Inflorescências grandes, ramificadas, com flores de cor creme e frutos verde-amarelados, sem valor ornamental. É a palmeira mais cultivada no país muito lida, tanto em vasos para interiores, como em touceiras isoladas ou em conjuntos, a meia-sombra ou a pleno sol. Quando a pleno sol sua folhagem se torna verde-amarelada. É um pouco tolerante ao frio e suporta transplantes, mesmo na fase adulta

Palmeira Rabo-de-Raposa

Palmeira Rabo-de-Raposa

De nome cientifico Wodyetia bifurcata, essa palmeira se destaca pelo fato de suas folhas apresentarem um arranjo não ortodoxo que lembra um rabo de raposa. Atinge cerca de dez metros quando adulta apresentando arranjos de folhas que podem chegar a medir mais de três metros de comprimento.

Árvore-do-viajante (Ravenala madagascariensis)

Árvore-do-viajante (Ravenala madagascariensis)

A árvore-do-viajante (Ravenala madagascariensis) é uma planta herbácea de tronco alto, endêmica de Madagascar, pertencente à família Strelitziaceae. Erroneamente comparada às palmeiras, é uma planta herbácea de tronco alto, assim como a bananeira. O caule é longo (8 a 10 m), e pode em condições favoráveis atingir os 20 m. As folhas, semelhantes às da bananeira, são dispostas como em um leque e se inserem no caule com um longo pedúnculo, em cuja concavidade se retém a água da chuva. As flores são grandes e numerosas, de cor branca, hermafroditas e assimétricas. Os frutos são cápsulas secas, contendo numerosas sementes, as quais são circundada de uma fibra azul intensa, que atrai as aves, favorecendo sua disseminação. A polinização é feita por morcegos e lêmures.

Licuala

Licuala

Licuala é um género botânico pertencente à família Arecaceae. Na classificação taxonômica de Jussieu (1789), Licuala é o nome de um gênero botânico, ordem Palmae, classe Monocotyledones com estames perigínicos.

Fênix - (Phoenix roebelenii)

Fênix - (Phoenix roebelenii)

com nomes comuns de tamareira pigmeu ou tamareira miniatura , é uma espécie de data de palma nativa do sudeste da Ásia, do sudoeste da China (província de Yunnan), no norte de Laos e Vietnã do Norte, (província de Dien Bien, província de Ha Giang, província de Cao Bang, Lang Son Província). [ 1 ] [ 2 ] O nome é às vezes erroneamente citada como roebelinii . Phoenix roebelenii é um pequeno a médio porte, de crescimento lento delgado árvore crescendo a 2-3 metros (6,6-9,8 pés) de altura. As folhas são 60-120 cm (24-47 in) de comprimento, pinadas , com cerca de 100 folhetos dispostos em um único plano (ao contrário do relacionada P. loureiroi onde os folhetos em dois planos). Cada folheto é 15-25 cm (6-10 in) de 15-25 cm de comprimento e 1 cm de largura, ligeiramente inclinada, e verde-cinza na cor com pubescence scurfy abaixo. As flores são pequenas, de cor amarelada, produzido em 45 cm (18 polegadas) da inflorescência . O fruto é um um centímetro comestível drupa se assemelha a um pequeno, fino de polpa

Pata de elefante (Beaucarnea recurvata)

Pata de elefante (Beaucarnea recurvata)

Beaucarnea recurvata é uma espécie de planta da família Asparagaceae e do gênero botânico Beaucarnea, comumente chamada pata-de-elefante, usada como planta ornamental e em paisagismo. Espécie nativa do leste do México nos estados de Tamaulipas,Veracruz e San Luis Potosí

Palmeira-triângulo (Dypsis Decaryi)

Palmeira-triângulo (Dypsis Decaryi)

Palmeira-triângulo ou triangular, é o nome popular de uma palmeira da família das Arecáceas (ex-Palmáceas), originária de Madagascar (VIDE). Pode alcançar até 15 metros de altura e suas folhas são dispostas em 3 dire- ções distintas, dando um aspecto triangular á planta, daí seu nome vulgar. Produz frutos arredondados, com cerca de 2 cm.de diâmetro , comestíveis, com pouca polpa. É uma palmeira muito bonita e muito usada em paisagismo.

Top Videa -  loading... Změnit krajinu
Načíst dalších 10 videí
 
 
Sorry, You can't play this video
00:00/00:00
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
CLOSE
CLOSE
CLOSE